quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A BÍBLIA QUE A DITADURA LEVOU - CAPÍTULO II

veja capítulo I
Domingo fiquei muito triste e chorei, com a notícia que alguém me contou…

A Bíblia da minha avó Zahia, aquela Bíblia em árabe, de capa vermelha, que a ditadura levou, deve ter sido queimada!!!!
Como tantos outros livros e documentos que se foram naqueles negros tempos nos anos 60… Ética? Sentimentos? Queimados todos os livros "comunistas"… quem me contou foi uma pessoa, servidora pública aposentada da ABIN.

E lá se foi a Bíblia de capa vermelha, o livro revolucionário, o livro que transforma corações e mentes…deve ter sido queimado também!

Eu já desconfiava que deveria desistir dessa busca. Liguei para o Arquivo Público, conforme me orientou a ABIN… fiquei triste, sim… queria muito aquela Bíblia! Era a Bíblia da minha avó Zahia, por quem ando tendo muito xodó!

Vejo a minha foto, aos dois anos, época em que ela morava conosco, "lendo" uma revista sobre JESUS… um pé calçado e outro descalço… parece que sempre fui mesmo assim: meio fora desse mundo, meio que de passagem por aqui, querendo ler muito sobre meu Mestre Jesus!

Eu queria ler, pegar, sentir, cheirar… queria ver, ter em minhas mãos, a Bíblia da minha avó!

Fazer o que? Eu queria saber se era uma Bíblia protestante ou uma Bíblia católica…

Mas isso, afinal, não é tão importante…

O mais importante é que as Palavras do Livro Sagrado ficaram guardadas no meu coração!

Se a Bíblia era católica ou protestante também não é importante, pois, afinal, o Evangelho é igual!

As palavras de Jesus e a mensagem do grande Amor de Deus por nós ficaram gravadas na minha mente e em meu coração!

E, se as chamas da fogueira que queimaram as páginas daquela Bíblia eram ardentes, mais ardente ainda é a chama do Espírito Santo em minha vida e em meu coração!